Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


Polícia investiga morte por afogamento de jovem bebedourense

23 de janeiro
000

A polícia da cidade de Novo Horizonte abriu inquérito para apurar a morte do jovem bebedourense Murilo Augusto Cagnoto de Paula Nogueira, 23 que ocorreu em um condomínio naquela localidade.
De acordo com informações, o jovem teria ido com amigos passar o final de semana no condomínio Lago das Garças, que fica às margens do Rio Tietê, na casa de um médico de nossa cidade.
Fontes relataram à reportagem de O Jornal que na tarde de sábado (14), ele teria enviado mensagens a um parente dizendo que fariam um passeio de lancha. Em relato na rede social, uma tia do rapaz disse que após as 21h30, a família foi avisada sobre seu desaparecimento. No dia seguinte, familiares e amigos compartilhavam pedidos de ajuda e de oração.
Amigos e conhecidos do rapaz estranharam o fato dele ter ido passear de lancha porque, conforme vários relatos, ele teria pavor de água, nem próximo a piscinas ele ficava. 
Somente na tarde de segunda-feira (16), a espera acabou quando o corpo de Murilo foi encontrado boiando nas margens do rio, em outro condomínio, o Pirajá, que fica do lado oposto ao Lago das Garças.   
A reportagem de O Jornal falou com o delegado de polícia Luiz Fernando Calmon Ribeiro que, na segunda-feira, conduziu os trabalhos e estava presente no local na hora em que o corpo foi localizado. Ele confirmou que um inquérito policial foi instaurado pois havia somente o Boletim de Ocorrências por desaparecimento. Com a localização do corpo, perícias foram feitas no local e também no corpo do jovem e foi então iniciada a investigação de esclarecimento de morte, para apurar as causas do falecimento.
Ainda de acordo com o delegado Calmon Ribeiro, todas as pessoas que ali estavam no momento e o dono do rancho e que é também proprietário da lancha, serão ouvidos. Eles ainda esperam as conclusões que virão com os laudos periciais. Este é um procedimento comum, todas as mortes que não são de causas naturais são investigadas. 

 


Deixe um comentário