Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


“Vou declarar aqui: estes próximos dois anos são meus últimos. Tenho a consciência tranquila d

09 de abril
000

Entristecida com a política, vereadora Sebastiana Tavares (DEM), anuncia que este é seu último mandato

 

A grande surpresa da sessão extraordinária da Câmara ocorrida na segunda-feira (29) foi o pronunciamento da vereadora Sebastiana Tavares (DEM), líder do prefeito Fernando Galvão. Ao comentar os projetos de empréstimos votados naquela sessão, ela desabafou e foi categórica ao afirmar que está deixando a política e que este é seu último mandato. 

“Gostaria de deixar claro que nunca vim aqui na tribuna, como líder, dizendo que não seria um empréstimo. Agora, as pessoas como cristãs, que dizem ser cristãs, deveriam saber que antes de julgar as pessoas devemos nos olhar, nos colocar no lugar do outro. Temos dívidas, nós precisamos desses recursos tanto para o georeferenciamento, pois nós temos que ter responsabilidade. Há quantos anos não temos revisão da planta genérica? Com isso teremos padrão tecnológico, e aqueles que se sentirem lesados podem recorrer. Precisamos de recursos, pois me entristece toda vez que fazemos pedidos de recape [à Prefeitura], como aconteceu neste final de semana, e eu venho falando há muito tempo, pedindo para tapar os buracos da igreja de São Judas [no Laranjeiras]. Teve a procissão, mas não houve o recape. Aí vem cobrando? Se está achando que está endividando, vamos pedir para os deputados e ministérios que venham recursos a fundo perdido. Ou vota contra, simples. Me entristece muito, e já vou declarar aqui: estes próximos dois anos são meus últimos, pois tenho a consciência tranquila do meu trabalho aqui como vereadora, de tentar ser porta-voz da minha população, da população que me elegeu, da responsabilidade que tenho como vereadora e de buscar recursos. Não é fácil, não”, disse.

Não é de hoje que a vereadora demonstra insatisfação com o governo que defende. Em diversas oportunidades, Sebastiana foi bastante crítica com o prefeito, chegando a dizer frases como “Fernando, não dá. Não dá”, ou até mesmo a concordar com outros vereadores que criticavam a forma muitas vezes errada com que um projeto importante ia para votação. 

Este é o terceiro mandato da vereadora, que teve uma excelente votação em sua estreia, uma votação mediana para o segundo mandato (se comparada à primeira) e passou raspando para o terceiro mandato, sendo a única vereadora do DEM na Câmara atualmente. Vale ressaltar que em seu primeiro mandato fez oposição ferrenha ao então prefeito João Batista Bianchini, o Italiano. Sua votação foi caindo consideravelmente a partir do momento em que passou a ser situação, tendo que defender as mesmas atitudes que antes mereciam ácidas críticas.

Sebastiana chegou a pedir “paciência” em diversos discursos que fez na tribuna, mas isso não acalma os ânimos exaltados de quem sofre com o descaso do governo, seja nas ruas esburacadas ou na Saúde, que deixa a desejar. E pelo visto parece que a “paciência” dela também chegou ao limite, a ponto de afirmar que “estes próximos dois anos são meus últimos, pois tenho a consciência tranquila do meu trabalho aqui como vereadora, de tentar ser porta-voz da minha população, da população que me elegeu”. 


Deixe um comentário