Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


Bebedouro recebe certificado de Município de Interesse Turístico

05 de maio
000

Governador do Estado entregou certificados de turismo a outros 42 municípios, além de Bebedouro. Cidades que receberam o selo de MIT poderão investir na atividade turística local

 

O governador João Doria entregou na quarta-feira (20), o certificado de Município de Interesse Turístico (MITs) para Bebedouro e outras 42 cidades paulistas. Elas passam a ser classificadas nesta categoria como determina a Lei n° 16.938, de 2019. Participaram do evento os Secretários de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, e de Turismo, Vinicius Lummertz.

“Os 43 municípios que hoje estão recebendo essa qualificação sabem a responsabilidade que possuem à frente dessa atividade, a partir deste momento. Devem destinar o recurso para potencializar o turismo, que é aumentar o fluxo de pessoas na cidade para permitir a geração de empregos e de renda. Essa iniciativa faz parte de um projeto mais amplo. Nossa meta é transformar o Estado de São Paulo no principal destino turístico do país em 3 anos”, disse o governador.

O deputado Itamar Borges, presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa e coautor da Lei que cria os Municípios de Interesse Turístico, participou da cerimônia.  “O turismo movimenta a economia do município, gera emprego e renda e contribui para o desenvolvimento regional. A Lei que cria os municípios de Interesse Turístico é um grande salto e fortalecimento do setor em nosso Estado. Uma grande conquista para Bebedouro e toda a população”, destaca o parlamentar, que é autor do PL que transforma Bebedouro em MIT.

Além de Bebedouro, os municípios que receberam a certificação são: Adamantina, Adolfo, Anhembi, Araçatuba, Araçoiaba da Serra, Barra do Turvo, Bocaina, Botucatu, Divinolândia, Dois Córregos, Garça, Guaíra, Ibirarema, Icém, Igarapava, Indiaporã, Ipeúna, Itapeva, Itaporanga, Itariri, Itirapina, Jaboticabal, Jarinu, Juquiá, Juquitiba, Lavrinhas, Marília, Mogi Mirim, Palmeira D'Oeste, Paulicéia, Pirapora do Bom Jesus, Pongaí, Porto Ferreira, Santa Albertina, Santa Clara D'Oeste, São Bernardo do Campo, São João da Boa Vista, São Manuel, Timburi, Três Fronteiras, Valentim Gentil e Votorantim. Agora, são 140 municípios com essa classificação em todo o Estado.

 “Todos os MITs terão a oportunidade de aumentar seu fluxo de visitantes e melhorar a qualidade da atividade turística local com uma verba anual”, disse Vinholi.

"A criação dos novos MITs representa um importante salto para o turismo no Estado. Com esse ato, o governo injetará mais R$ 25 milhões por ano em cidades com potencial turístico, estimulando a geração de emprego e renda. É um caminho rápido para a retomada do crescimento da nossa economia. O Turismo já responde por 10% da nossa economia e tem gerado cada vez mais oportunidades para os municípios, especialmente os menores”, afirmou o deputado Edmir Chedid (DEM).

Lummertz esclareceu que os recursos são liberados mediante a apresentação de convênios para obras de infraestrutura turística com o Dadetur (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), após aprovação do Conselho Municipal de Turismo de cada cidade, além do aval do COC (Conselho de Orientação e Controle).

Segundo informações da Secretaria de Turismo, para que seja considerado de Interesse Turístico, a cidade deve ter atrativos turísticos, serviço médico emergencial, de hospedagem, de alimentação, informações turísticas e abastecimento de água potável e esgoto. Bebedouro, então, passou no teste que conseguiu o selo. Com isso, a cidade receberá, anualmente, uma verba de aproximadamente R$ 600 mil pra investimentos no setor.

O pacote de estímulos ao turismo no Estado inclui também o lançamento de voos regionais em 12 cidades do interior (já a partir de junho) e o plano de modernização de 25 aeroportos.

Em breve, o governo deverá lançar ainda o sistema de ranqueamento das estâncias turísticas e MITs. Esse modelo premiará as cidades que melhor aplicarem os repasses estaduais e punirá com a perda da classificação aquelas que atingirem piores resultados.


Deixe um comentário