Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


Acidente mata irmãs de Bebedouro

24 de fevereiro
000

Uma das vítimas, uma enfermeira de 27 anos, teve ferimentos graves e está internada em Ribeirão Preto

Uma notícia abalou a cidade de Bebedouro no último final de semana. Na noite de sábado, as redes sociais ficaram agitadas com a informação de que um acidente de carro ocorrido na rodovia Armando Salles de Oliveira, próximo à cidade de Pitangueiras, teria vitimado 3 jovens, sendo duas delas irmãs.
Já no domingo pela manhã, as informações foram esclarecidas e imagens do automóvel e também de 4 belas jovens circulavam na internet. 
Testemunhas contaram que o Honda Civic, com placas de Colina, conduzido por Felício Hainer di Biaggio, de 21 anos, rodou na pista, capotou e parou no canteiro central da rodovia. Com o impacto as vítimas foram arremessadas para fora do carro, uma delas a 15 metros do local.
Um motoboy que ia de Barretos para Jardinópolis disse à imprensa regional que viu o acidente pelo retrovisor e que, desgovernado, o carro teria capotado três vezes. Sua suspeita era de que o motorista tentou fazer uma ultrapassagem e saiu da pista. Ele viu quando as quatro mulheres foram arremessadas do carro e ouviu gritos de socorro. “Eu ouvi gritos e olhei para trás. O carro estava com duas rodas dentro do canteiro e outras duas, dentro da pista. Ele rodou uma vez, uma pessoa foi lançada, depois outra, e depois, a outra moça foi arremessada para o outro lado da pista. Acho que foi a coisa mais feia que eu já vi na minha vida”, afirmou ao portal de notícias G1.
A testemunha recorda que passava pelo local uma médica e ela prestou socorro às vítimas até a chegada das ambulâncias. No local morreu a jovem Bruna Ruivo Alcaide, 18 anos completados na semana anterior, de Pitangueiras. 
Duas irmãs que moravam em Bebedouro foram socorridas e encaminhadas para a Santa Casa de Ribeirão Preto, mas mesmo com o atendimento, não resistiram e morreram no hospital. Ana Carolina Braz, de 19 anos, e Camila Braz, de 23, eram filhas de um sargento reformado da Polícia. Camila havia se formado recentemente em Psicologia e Carolina cursava enfermagem e se formaria no próximo ano.
Uma das vítimas foi levada ao Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto. A enfermeira Nayara Chimelo, de 27 anos, teve ferimentos muito graves e precisou passar por cirurgia. Seu caso é bastante grave e a enfermeira que tanto ajudou a salvar pacientes na UPA, luta agora para salvar sua própria vida.
Na ocorrência e durante os atendimentos, o motorista estava ausente e até cogitaram sua fuga como forma de escapar ao flagrante e também à realização do exame do bafômetro. O advogado de Biaggio informou na última terça-feira (21), data em que o rapaz se apresentou na delegacia de Sertãozinho, acompanhado de seu pai e de dois advogados para prestar depoimento, que embora tenham saído de uma festa numa fazenda, o rapaz não teria consumido álcool e que apenas deu carona às moças. Ele falou por 40 minutos e disse que foi fechado por uma motocicleta.
Na delegacia, o advogado informou que o rapaz não fugiu. Que ficou muito abalado com o acidente e que foi socorrido por um casal que por ali passava, mas que não se lembra o nome de nenhum deles. O casal desconhecido teria o levado para casa. A informação contradiz o que testemunhas disseram, que ele teria saído do local após o capotamento. 
A defesa de Biaggio disse ainda que os pais procuraram uma enfermeira da família e o levaram para atendimento em São José do Rio Preto, mas não soube dizer o local. Também foi dito que ele machucou a cabeça e a costela. O advogado informou que o rapaz entrou em estado de choque ao saber da morte das moças, que precisou ser medicado e que estava com medo de ser linchado pela população.
A Polícia instaurou inquérito por homicídio culposo (sem intenção de matar). Agora aguarda os depoimentos de testemunhas e o laudo da perícia para concluir a investigação.
O depoimento mais esperado é o da enfermeira Nayara, que ainda está internada em estado grave.


Deixe um comentário