Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


Bebedouro tem 2 casos de sarampo confirmados

26 de setembro
000

Número foi divulgado na quarta-feira (04) pela Vigilância Epidemiológica. Ainda há casos aguardando resultados e outros suspeitos

A Vigilância Epidemiológica emitiu um comunicado informando o número de casos de sarampo em Bebedouro. Até a quarta-feira (04), dois casos foram confirmados, 2 casos deram negativo e há 5 aguardando resultado.  
A pasta ainda emitiu o seguinte alerta: “Ressaltamos que as medidas continuam as mesmas, seguindo o Protocolo do Ministério da Saúde: Para a completa proteção da população recomenda-se: Avaliação e atualização da carteira de vacinação. Atenção: indivíduos com febre e manchas avermelhadas no corpo (exantema), procurar imediatamente serviço médico, manter isolamento social, evitando o contato desnecessário com outras pessoas que possam não estar protegidas por vacina. Reforçar as medidas de higiene pessoal e do ambiente. Todo caso suspeito de sarampo deve ser notificado imediatamente à Secretaria Municipal de Saúde – Vigilância Epidemiológica, telefone: 3342 – 8632/ 3342 – 8794”.

Casos da doença no Brasil
O Ministério da Saúde divulgou os dados do novo boletim epidemiológico sobre a situação do sarampo no país. Nos últimos 90 dias, foram confirmados 2.753 casos da doença em 13 estados brasileiros.
O Ministério da Saúde divulgou os dados do novo boletim epidemiológico sobre a situação do sarampo no país. Nos últimos 90 dias, foram confirmados 2.753 casos da doença em 13 estados brasileiros. De acordo com o novo boletim da doença, entre 09 de junho a 31 de agosto deste ano, o Brasil notificou mais de 20 mil casos, sendo que pouco mais de 15 mil permanecem em investigação. O levantamento foi divulgado na quarta-feira (04), e revelou quatro mortes por causa da doença, sendo três crianças e um adulto. Em nenhum dos quatro casos foi comprovada a proteção contra o sarampo. Por isso, o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson Kleber, afirma que, nesse momento, a decisão de priorizar a vacinação de crianças é a mais correta.
“Nós tivemos quatro óbitos confirmados, sendo três em menores de um ano. Isso demonstra que a nossa estratégia, desde o início, de vacinar as crianças ela está correta. Então esse é o foco: vacinar as crianças de seis meses 11 meses e 29 dias e realizar a vacinação de rotina que é com 12 e 15 meses. É fundamental proteger crianças menores de cinco anos porque elas precisam que os adultos as levem as unidade de saúde”.
O Ministério da Saúde enviou mais de um milhão e meio de doses extras da vacina tríplice viral para todos os estados. Essa é uma medida preventiva que deve proteger quase um milhão e meio de crianças, que não receberam a dose extra, chamada de ‘dose zero’. O objetivo é intensificar a vacinação dessas crianças, uma vez que o sarampo é uma infecção muito contagiosa, só que mais perigosa para as crianças, inclusive podendo levar à morte.


Deixe um comentário