Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


Vereador Artur Henrique propõe Medalha de Reconhecimento de Promotor da Cultura de Paz

26 de setembro
000

Com atuação fraca na defesa de projetos do prefeito e sujeito a perder o “trono” com a alardeada volta da vereador Sebastiana, líder do governo tenta deixar sua marca na Casa

Se não bastassem os inúmeros títulos e reconhecimentos concedidos pela Câmara Municipal de Bebedouro, em ação que peca pelo exagero, já que esta não é função de vereador e muitas vezes serve para agradar possíveis correligionários, mais um prêmio pode ser criado na Casa de Leis na próxima segunda-feira (09).
Trata-se da “Medalha de Reconhecimento de Promotor da Cultura de Paz, a ser concedida a pessoa física ou jurídica que se destacar em sua atuação em boas práticas, do bom exemplo, do protagonismo em nosso município, bem como o Diploma de Reconhecimento”, segundo a descrição do projeto apresentado pelo líder do prefeito Fernando Galvão (DEM), na Câmara, o vereador Artur Henrique, do mesmo partido. Com atuação fraca na defesa de projetos do prefeito e sujeito a perder o “trono” com a alardeada possível volta da vereador Sebastiana Tavares, o líder do governo tenta deixar sua marca na Casa, já que nem de longe entregou o prometido ao prefeito que seria defender o governo e colocar “ordem na Casa”. Desse modo, pode estar, aos 45 minutos do segundo tempo de seu mandato (caso se confirme a volta da vereadora), criando mais um prêmio vago e que pode gerar custos ao Poder Legislativo ao instituir mais uma festinha na Casa. Além disso, no projeto original que o leitor pode conhecer nesta reportagem, o vereador aparentemente tenta “puxar sardinha” para o seu lado e tentar ficar bem para uma futura eleição, dando poderes de indicação dos homenageados ao Conselho de Pastores. O fato foi determinante para o pedido de vistas do vereador Nasser na última sessão da segunda-feira (02), quando o projeto foi apresentado na Câmara. 
A singela homenagem diz em seu artigo primeiro: “fica instituída, no âmbito da Câmara Municipal de Bebedouro, Diploma de Reconhecimento de Promotor da Cultura de Paz a pessoa física ou jurídica (Líderes religiosos de todos os credos, Líderes das Organizações e Instituições do Terceiro Setor, Representante do Poder Judiciário, Representante do Poder Legislativo e Representante do Poder Executivo.) que, comprovadamente, tenha se destacado em sua atuação em prol da causa em nosso município, bem como o Diploma de Reconhecimento, a ser concedido aos indicados  que não foram agraciados com esta honraria.
Em parágrafo único: “A atuação a que se refere o caput deste artigo poderá ser justificada por meio de ato comprovadamente reconhecido, trabalho de forma voluntária, altruísta, desprendida de interesses comerciais, políticos ou de vantagem.”
No artigo 2º: “As indicações dos candidatos a medalha de Reconhecimento de Promotor da Cultura de Paz poderão ser feitas pelo Conselho Municipal de Pastores e cidadãos comuns.   As indicações ocorrerão anualmente, até o último dia útil da última semana do mês de agosto, e deverão, obrigatoriamente, vir acompanhadas da respectiva biografia do candidato, com ênfase na atitude ou ação justificadora da indicação, bem como em outras qualidades importantes que justifiquem o merecimento. A escolha do candidato que será agraciado se dará por meio de uma Comissão Especial constituída de 3 vereadores, escolhidos por sorteio na primeira sessão ordinária do mês de setembro.
O nome do homenageado com a Medalha e dos homenageados com o Diploma fundamentarão a elaboração de um projeto de decreto legislativo, o qual será incluído diretamente na Ordem do Dia para ser discutido e votado pelo plenário em regime de urgência, em um turno único de discussão e votação, na segunda sessão ordinária do mês de setembro de cada ano.
As honrarias instituídas neste decreto serão concedidas anualmente, na última semana do mês de setembro, a propósito do dia nacional da paz, comemorado anualmente em 21 de setembro.
A entrega da Medalha será feita pelo presidente da Câmara em sessão solene a ser realizada, preferencialmente, nas instalações da Câmara Municipal. Traduzindo: festinha na Casa! E a medalha será confeccionada em bronze, com 45 mm de diâmetro.
O projeto volta para votação nesta segunda-feira (09), conforme afirmou o vereador Nasser, autor do pedido de vistas para adequação de alguns pontos sugeridos. Não foi possível fazermos uma consulta de quanto fica casa “festinha” porque o site da Câmara, direcionado aos gastos, está fora do ar há pelo menos 2 meses. 


Deixe um comentário