Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


Vereadores de Bebedouro votam moção de repúdio contra o Presidente da República

12 de junho
000

Num momento em que a cidade passa a maior dificuldade e precisa do Governo Federal, maioria dos vereadores pedem que “se dê ciência à Presidência da República e ao Presidente Michel Temer da presente MOÇÃO DE REPÚDIO pela sua participação no maior esquema de corrupção da história deste país”

Os vereadores de Bebedouro enlouqueceram de vez e resolveram dar um grande tiro contra Bebedouro, pois a vítima da Moção de Repúdio nº 138/2017 de 18/05/2017, que solicitam “à Mesa que se dê ciência à Presidência da República e ao Presidente Michel Temer da presente MOÇÃO DE REPÚDIO pela sua participação no maior esquema de corrupção da história”, será a cidade de Bebedouro cujos pedidos, com certeza deixarão de ser atendidos por conta da atitude dos vereadores Jorge Emanoel Cardoso Rocha, Carlos Renato Serotine (Tota), José Baptista de Carvalho Neto (Chanel), Fernando José Piffer, Sebastiana Maria Ribeiro Tavares, Rogerio Alves Mazzonetto, Juliano Cesar Rodrigues e Silvio Delfino (Silvinho Pão de Queijo).
Como Bebedouro está uma maravilha e não tem problemas, os vereadores resolveram atacar o Presidente da República e antes que a Justiça julgue se ele participou de esquema de corrupção, os vereadores que nem CPI abrem para investigar possíveis irregularidades contra o prefeito Fernando Galvão, já julgaram e condenaram o Presidente da República Michel Temer.
Surpreendentemente, a moção de repúdio conta com o apoio dos vereadores Fernando Piffer e Silvio Delfino do PSDB, partido que tem vários ministros no Governo. Justamente o PSDB, que através do seu presidente licenciado Aécio Neves, lidera o número de inquéritos na Procuradoria Geral da República e cuja irmã, Andrea Neves, está presa, assim como o primo Frederico.
Segundo o Site da Câmara de Bebedouro, a moção também é assinada pelos vereadores do Solidariedade, Chanel e Tota, que outro dia foram a Brasília pedir recursos do Governo Federal. Atacando o Presidente da República, julgando, condenando e colocando como participante do maior esquema de corrupção da história, Bebedouro receberá mais recursos?
A pauta da seção da Câmara que destaca a moção de repúdio mostra, ainda, que acusa e humilha o Presidente da República até a vereadora do DEM, partido presidido em Bebedouro pelo prefeito Fernando Galvão, a líder do prefeito na Câmara, Sebastiana Tavares. O DEM ocupa o Ministério da Educação e faz parte da base aliada do Presidente Temer.
Se analisarmos bem, a base de sustentação do prefeito Galvão na Câmara, que torra o dinheiro do povo com viagens a Brasília, resolveu atear fogo atacando o Presidente da República. Se isso não bastasse, os caros vereadores da Câmara de Bebedouro ainda pedem que a Mesa Diretora envie correspondência para que a Presidência da República e o Presidente Michel Temer tenham ciência da Moção de Repúdio pela participação, segundo os vereadores, no maior esquema de corrupção da história.

Em tempo
Não sabemos o motivo (se receio ou sensatez), mas o nome do presidente da Câmara, o vereador Chanel, saiu da lista dos vereadores que propuseram repúdio ao Presidente da República na sexta-feira (09), quando a pauta da próxima sessão foi divulgada.  Possivelmente Chanel se lembrou de que, mesmo que o presidente caia, isso pode demorar meses e enquanto isso as emendas para Bebedouro podem ficar paradas. Os demais vereadores, irresponsavelmente, se esqueceram disso. Neste caso, caberia a tal cautela tão apregoada pelo vereador Silvinho do Pão de Queijo.


Deixe um comentário