Entre em sua conta



Crie sua conta


Dados Pessoais

Endereço

Dados da Conta


Desclassificada, Inter buscará fortalecer base para o próximo ano

17 de julho
000

Com gol nos acréscimos do segundo tempo, time perde classificação e sonho de subir fica para 2018

Não deu para Inter este ano. Com uma campanha abaixo do esperado pelos torcedores, o time deu adeus ao sonho de subir para a série B no domingo (08), quando viu, aos 47 do segundo tempo, a Francana marcar o gol que ficou faltando para a Inter. A Francana jogava pelo empate, e para a Inter só a vitória permitiria que o time continuasse na briga para subir, mas a derrota fez com que o time fosse desclassificado ainda na primeira fase do campeonato. 
‘Fizemos um bom jogo, criamos várias oportunidades, mas infelizmente não conseguimos fazer o gol que nos daria a classificação”, disse Gilmar Batista, técnico da Inter. O time chutou mais ao gol e chegou a ter um gol anulado.
E foi aí que o jogo mudou. A Inter precisou sair mais em busca do resultado e a Francana passou a aproveitar os espaços. Três jogadores da Francana foram advertidos com cartão amarelo: Erick e Radsley “por segurar seu adversário impedindo um ataque promissor”, de acordo com a súmula do jogo, e Wallace “por retardar o reinício de jogo”. A Inter não tomou nenhum cartão. 
Quando estava tudo caminhando para um empate sem gols (que classificaria a Francana), o árbitro Cleber Luís Paulino deu acréscimo de 4 minutos no segundo tempo e Radsley fez o gol salvador da Francana, tirando a Inter do páreo aos 47 minutos do segundo tempo. 
Fazendo um balanço sobre o campeonato, Batista disse que “faltou para a classificação um concentração melhor nas partidas em casa, já que fizemos 6 jogos e só vencemos duas partidas. Perdemos pontos importantes e depois não conseguimos recuperar. Podemos levar para o próximo ano, como lição, não perder o foco em momentos decisivos e se impor mais jogando em casa. Faltou isso”. 
Sobre seu futuro no time, Batista disse que “volto para a função que fazia antes, volto para o departamento de futebol”. 
O elenco todo e a diretoria sentiram o baque e agora buscam meios de definir o futuro. “Ainda estamos muito chateados com a desclassificação, por isso ainda não nos reunimos para definir o futuro. O certo que é que vamos nos fortalecer mais para que não aconteça a desclassificação precoce”, disse Batista, que completou que a ideia inicial, agora, é fortalecer a base. “Em conversa informal com alguns diretores estamos pensando em fortalecer nossa categoria de base para disputarmos uma competição a nível nacional”. 
Com o técnico Marcos Canteiro, a Inter estreou no dia 08 de abril com vitória, fora de casa, contra o Amparo por 2 a 1. Depois, no dia 15 de abril, enfrentou o XV de Jaú no Stamatão e conseguiu outra vitória, dessa vez por 1 x 0. No dia 29 de abril jogou em Jaguariúna contra o time da casa e ganhou por 2 a 0. Dentro de casa, no dia 06 de maio, teve o primeiro revés no campeonato frente o Brasilis, perdendo por 2 a 0. No dia 13, também em casa, um empate sem gols contra o Taquaritinga. Em Franca, no dia 21, novo empate contra o time da casa por 1 a 1. O último jogo com o técnico Canteiro foi no dia 27 de maio e a Inter perdeu fora de casa para o Amparo por 3 a 1. Canteiro entregou o time na terceira colocação na tabela depois de 7 jogos e com 11 dos 21 pontos disputados. Dos 15 conquistados pela Inter no total, teve um aproveitamento de cerca de 74%. 
Gilmar Batista, então gerente de futebol do clube, assumiu a Inter após a demissão do técnico Marcos Canteiro. Seu primeiro desafio foi contra o XV de Jaú, líder e classificado, fora de casa no dia 03 de junho, e o jogo terminou em 4 x 2 para o XV. No dia 17 de junho, dentro de casa, enfrentou o lanterna Jaguariúna e goleou por 4 a 0. Fora de casa, no dia 25 de junho ficou no empate sem gols com o agora segundo colocado Brasilis e perdeu, no dia 02 de julho, para o Taquaritinga por 2 a 0. Chegou cambaleante à última rodada, mas ainda dependia de suas próprias forças para se classificar, porém sucumbiu aos 47 do segundo tempo frente à Francana, que ficou em terceiro na tabela. Batista, em 5 jogos, conquistou 4 dos 15 pontos disputados. Frente aos 15 pontos conquistados pela Inter no campeonato, teve um aproveitamento de cerca de 26%. 
A Inter fechou sua participação no campeonato com 15 pontos em 12 jogos, 4 vitórias, 3 empates e 5 derrotas. Fez 13 gols e tomou 15, resultando em saldo negativo de 2 gols. 
A 14a rodada também teve XV de Jaú 0 x 1 Taquaritinga e Amparo 0 x % Brasilis. XV de Jaú, Brasilis, Francana e Taquaritinga se classificaram para a próxima fase, que começa neste sábado (15). 
A Fase 02 começa dia 16 de julho e vai até o dia 20 de agosto, participando os quatro melhores colocados de cada grupo da Fase 01 e formando 4 grupos, que se enfrentam entre si. Classificam-se para a Fase 03 (começa dia 27 de agosto e termina dia 03 de setembro), os 8 times melhores colocados. Os 4 melhores colocados passarão para a Fase 04 e formarão 2 grupos de dois, com jogos nos dias 10 e 17 de setembro. A Fase 05 encerra o campeonato com jogo de ida e volta entre os dois melhores, nos dias 24 de setembro e 1º de outubro. 

Final da primeira fase

 

Colocação

Pontos

Jogos

Vitórias

Empates

Derrotas

Gols Pró

Gols Contra

Saldo Gols

1

XV de Jaú

25

12

8

1

3

29

14

15

2

Brasilis

19

12

5

4

3

20

12

8

3

Francana

19

12

5

4

3

16

12

4

4

Taquaritinga

18

12

5

3

4

16

17

-1

5

Inter

15

12

4

3

5

13

15

-2

6

Amparo

10

12

2

4

6

11

22

-11

7

Jaguariúna

9

12

2

3

7

15

28

-13

Fonte: Federação Paulista de Futebol

Deixe um comentário